Sobre o que você quer saber?

A ideia da comunidade é reunir pessoas que tenham interesse na depressão. Esperamos que a troca de informações e experiências seja de alguma utilidade àqueles que se propõem a entender e lidar com essa condição, ainda que suas raízes não sejam totalmente compreendidas.



O que devo esperar da comunidade?

Assim como na vida real, na comunidade há pessoas mais e menos informadas, mais compreensivas e menos compreensivas, mais chatas e menos chatas, etc, ou seja, embora comumente nos refiramos à comunidade no singular, tenha sempre em mente que trata-se de um grupo de pessoas, com opiniões e qualidades individuais - para o bem e para o mal. Assim será mais fácil compreender que é inalienável ao grupo - a qualquer grupo, especialmente em grupos abertos como o nosso - o fato de não existir um consenso na comunidade sobre quaisquer assuntos. Uma característica que pode distinguir as comunidades do Orkut é a maior ou menor atuação da moderação (incluindo o "dono"), mas no final das contas, esta acaba tendo um papel "apenas" orientativo, sendo a dinâmica da participação dos membros quem acaba por moldar de fato a cara de uma comunidade. 

Mas essa é sempre difusa e breve. Então, nossa sugestão é que vc não se fixe muito na comunidade como entidade una. Ao invés, olhe para ela com o que ela tem de plural. Obtenha pra vc o que for proveitoso pra vc, e ignore o conteúdo que considera descartável. A D não é e nunca será perfeita para todos os membros. Definitivamente. Ela não é perfeita para mim. Não é perfeita para provavelmente nenhum dos membros individualmente. 

E se por algum momento breve no tempo ela te parecer a "melhor" comunidade sobre o tema, não se chateie: no seguinte deixará de sê-lo. Não apenas porque a comunidade muda todo o tempo (são dezenas e dezenas de pessoas que começam ou deixam de participar todas as semanas, são milhares de pessoas que participam de longa data, mas que também mudaram e mudam com o passar do tempo), mas também, você tem que reconhecê-lo, porque a sua própria percepção particular muda. 

Então, seja muito bem-vindo para entrar quando quiser, e totalmente livre para deixar o grupo quando este não mais te interessar. 

A comunidade não é um país ou empresa
Diferentemente do que ocorre em países ou ao se adquirir um produto ou serviço, nenhum membro paga impostos, taxas, inscrições, mensalidades ou valores de qualquer ordem, nem é, obviamente, obrigado ou coagido de alguma forma a participar. Os moderadores (incluindo o dono) por sua vez e consequência, são igualmente voluntários e não recebem salários ou quaisquer contrapartidas econômicas. Tenha isso em mente antes de solicitar participação ou tentar arrogar-se quaisquer "direitos" acerca do funcionamento da comunidade, inclusive o primeiro e mais básico deles: de participar. 
A comunidade não é um país, portanto sequer faz sentido falar ou imaginar que ela se enquadre em algum regime de governo conhecido; a comunidade não é uma democracia, por exemplo. Esteja ciente de que as decisões quanto às orientações e funcionamento da comunidade não são tomadas por votação ou "consenso". Assim, se um membro abre uma enquete perguntando se a foto da comunidade deve mudar para uma da Hello Kitty, e 99% dos participantes da pesquisa respondem "sim", não há porque esperar que a imagem seja trocada (e no caso, com certeza não seria). A comunidade tem regras e uma forma de funcionamento estabelecidas. Caso não te agradem ou esteja em desacordo com elas, lembramos sempre que o Orkut é um espaço livre e igualitário nesse sentido: a qualquer membro é permitida - dentro das regras e política do site, e sem nenhuma burocracia - a criação de comunidades. A todos os membros do site, sem nenhuma distinção, são oferecidas exatamente as mesmas possibilidades, funcionalidades e ferramentas de interação e coordenação.



Orientações gerais
  • Pregações religiosas, de crenças ou da falta de crenças poderão ser coibidas.  Evite criar novos tópicos referentes ao tema "espiritualidade". Por favor, utilize o tópico existente. Tópicos adicionais nesse tema podem ser removidos a qualquer tempo. 
  • Por favor, sempre que possível identifique as mensagens fora do tema com o rótulo [Off] no título (campo assunto).  Envie mensagens "off" com critério; lembre-se que o tema da comunidade é a depressão. O excesso de tópicos alheios ao tema do grupo poderá ser coibido pelos moderadores. Não fique chateado caso tenha um tópico deletado nessas condições, mesmo que julgue existirem outros "piores" que o seu.
    • Em qualquer caso (tópicos normais ou "off"), o campo assunto deve dar uma idéia do conteúdo da mensagem.  Títulos como "dúvida" ou "preciso de uma explicação", por exemplo, são muito vagos; procure especificar o tema já no espaço destinado ao título.
    • Evite o uso de linguagem ou terminologia que venha a conturbar o ambiente de troca de experiências e informações a que se propõe a comunidade;
    • Não faça promoção profissional de qualquer tipo na comunidade, o que inclui médicos, terapias e afins; Para divulgação de comunidades relacionadas, por favor, utilize o tópico designado pelos moderadores: clique aqui


    Veja ainda
    - Eu devo mesmo contatar a moderação? 
    - Eu coloquei uma mensagem no tópico "Fale com a moderação", mas ninguém respondeu até agora. Por quê?
    - Minha participação está demorando para ser aprovada. É normal?
    - Posso participar na comunidade com perfil fake (fictício)?
    Eu acho que os moderadores (incluindo o dono) deveriam dedicar mais tempo à comunidade.  Se eles empregassem mais tempo, alguns assuntos poderiam ser resolvidos de maneira mais rápida ou eficiente. 
    - A comunidade parece abandonada às vezes. Por quê não colocam mais moderadores?
    - Os moderadores não fizeram o que pedi. 
    - Reiteradas vezes os moderadores e/ou o dono da comunidade tomaram decisões com as quais discordo completamente. O que devo fazer?
    - Como são decididos os conflitos de interesse entre os membros? Não podem haver votações?
    Saiba aqui


    Obrigado pela colaboração de todos.


    "A própria liberdade deve ser limitada para ser, de fato, possuída."