Definições


Ansiedade

Ansiedade é uma característica biológica do ser humano, que antecede momentos de perigo real ou imaginário, marcada por sensações corporais desagradáveis, tais como uma sensação de vazio no estômago, coração batendo rápido, medo intenso, aperto no tórax, transpiração etc. (Wikipédia)

Ansiedade é uma experiência universal. Uma emoção que experimentamos em várias situações do cotidiano, em momentos de perigo ou muita expectativa. Aumenta o nosso grau de vigilância, prepara-nos para agir nas situações de estresse, mas pode transformar-se num transtorno, ou estado patológico. (Amban)

Ansiedade é um estado emocional normal. Uma das características do sucesso da espécie humana é a capacidade de antecipar o perigo, o que requer uma preparação geradora de ansiedade. A ansiedade advinda da preocupação de que alguma coisa possa dar errado é útil dentro do contexto apropriado. (Márcio Bernik)

Ansiedade é uma emoção desagradável, induzida pela expectativa de perigo ou frustração que ameaça a segurança, a homeostase ou a própria vida do indivíduo ou do grupo biossocial a que ele pertence. (Roberto Gama)

Depressão

Depressão é o nome atribuído a um conjunto de alterações comportamentais, emocionais e de pensamento, tais como, afastamento do convívio social, perda de interesse nas atividades profissionais, acadêmicas e lúdicas, perda do prazer nas relações interpessoais, sentimento de culpa ou autodepreciação, baixa auto-estima, desesperança, apetite e sono alterados, sensação de falta de energia e dificuldade de concentração. (Inpa)

A distinção entre o o quê e o como da experiência depressiva (...) somente faz sentido no contexto cultural Euro-Americano dentro do qual foi desenvolvido(...) O que é mais notável na visão ocidental da depressão é a afirmação implícita do caráter de oposição à alegria, ou pelo menos aos afetos positivos, em relação a um estado normal. (...) O que é particularmente desviante nos deprimidos é sua desistência em buscar a felicidade ou o amor de si, considerados objetivos básicos e normais das pessoas. Estas metas aparentemente naturais são, de fato, moldadas culturalmente, em contraste com outras possíveis definições de normalidade nas quais, por exemplo, a ênfase pode ser posta no cuidado de crianças ou parentes, ou em vivenciar emoções de caráter moral, corretas porém não prazerosas... (Lutz)

A depressão é um problema médico caracterizado por diversos sinais e sintomas, dentre os quais dois são essenciais: humor persistentemente rebaixado, apresentando-se como tristeza, angústia ou sensação de vazio e redução na capacidade de sentir satisfação ou vivenciar prazer. (Wikipédia)