Início‎ > ‎Psicopatas‎ > ‎

Argumentar com psicopatas não é uma boa idéia

"A estas alturas, sobretudo para quem leu os artigos do meu blog [Inumanos ou anti-humanos? Psicopatas integrados], já não será nenhuma surpresa, mas, com exceção dos que conviveram ou que tenham passado tempo perto dessa gente no trabalho, família, etc...ninguém poderá compreender com clareza o que quer dizer esta afirmação: 'não é bom tentar argumentar com psicopatas'.

Qualquer tipo de negociação, tentativa de compreensão ou aproximação para com o/a psicopata é uma perda de tempo, para não dizer, na minha opinião, um desperdício de energia.

Para pessoas comuns, a maioria, que não sabem o que é um psicopata, que os têm diante de seus narizes, mas não são capazes de reconhecê-los, essa afirmação é muito radical.
Mas este blog não é feito para pessoas que não sabem do que falam e ainda assim gostam de dar sua opinião. Este blog é feito para pessoas que tem a mente aberta para aprender mais coisas sobre o ser humano. Coisas boas e coisas não tão boas.

A grande diferença entre essas pessoas, algumas com boa intenção, outras com ignorância atrevida, é que eu sei do que falo...e se não conheço o assunto, prefiro não dizer nada.

O que eles não sabem é que o psicopata é a pessoa mais intolerante e despótica com a qual você pode dar de cara, embora tenha boa aparência, e ofereça um discurso sobre como é bom, compassivo, caridoso e de como ninguém lhe dá uma oportunidade.

Há muita gente que ainda acredita que todo mundo é bom, que todo mundo merece ser amado e toda essa merda. Não tenho nenhum interesse em tentar convencer ninguém. Nem quero ser um justiceiro vingativo contra os psicopatas; penso que cada um deve aprender suas lições. Mas escrevo sim com a intenção de que as pessoas que procuram ajuda, na forma de informação, possam encontrá-la, para que outros possam detectar quem é o causador do caos em suas vidas, que outros possam se livrar dessa ralé e, por último, que as pessoas sejam capazes de viver sem rancor nem apego ao passado.

Apesar de não ter nenhuma vontade de tentar convencer ninguém (cada um que acredite no que quiser), vou elaborar um pouco, por que 'não é bom tentar argumentar com o/a psicopata'.

32 RAZÕES:

1-Qualquer tentativa de abrir-se com eles, para lhes fazer ver como te fazem sentir, não lhes comove o mais mínimo, ao contrário, só lhes confirma que você está preso à sua teia.
2-Qualquer tentativa de acordo ou negociação é vista por eles como uma outra oportunidade para te enganar, já que não vão cumprir a sua parte.
3-Qualquer tentativa de mediação é apenas mais uma ocasião para manipular a terceiros, fazendo crer que eles são as vítimas, os que estão sendo tratados injustamente.
4-Qualquer esperança de um arrependimento sincero, de umas desculpas genuínas, é vista por eles como uma forma a mais de te martirizar.
5-Qualquer tentativa de esclarecer seus problemas, enganos e manipulações, é uma oportunidade para eles de te confundir.
6-Qualquer tentativa de que te digam a verdade é uma ocasião para te frustrar ainda mais, porque, como é bem conhecido por aqueles que conhecem a estas pessoas, os psicopatas nunca respondem às perguntas. Além disso, você nunca saberá se é verdade ou não.
7-Qualquer tentativa de ir ao que interessa, é desesperante, porque nunca, jamais, vão responder a tudo o que pretende saber.
8-Qualquer tentativa de tentar compreender o que é o que lhes impele a se comportar da forma como o fazem, é entrar em uma terra estéril (não há profundidade psicológica neles) ou em um mundo de fantasia (é muito raro que digam a verdade, tudo são invenções e histórias falsas de como lhe fizeram dano no passado).
9-Qualquer tentativa de descarregar contra eles a fúria contida após muitos abusos só vai servir para te tirar de si, porque eles não vão se alterar, você sim.
10-Qualquer acusação fundada contra eles será respondida com vitimismo e com acusações falsas contra você.
11-Qualquer tentativa de que se envergonhem por seus atos comprovados, não vai fazer com que se sintam mal, ao contrário, só aumenta o desprezo que sentem por você.
12-Qualquer tentativa de fazer as pazes significa que você é mais manipulável.
13-Qualquer tentativa de ajudá-los, é tonta, uma vez que é você que tem problemas (e eles têm razão, uma vez que o psicopata, via de regra, não tem nenhum transtorno psicológico [e sim, distúrbio de personalidade]).
14-Qualquer confissão íntima é só material que eles usarão contra você no momento oportuno.
15-Qualquer tentativa de falar de coisas que a eles não interesse falar, é como falar com a parede.
16-Qualquer tentativa de construir pontes, é uma tentativa a mais de que te engane.
17-Qualquer tentativa de usar a lógica, o senso comum e os fatos, será recusada.
18-Qualquer tentativa de se defender de seus ataques, mentiras e maquinações, será visto por eles como uma agressão injustificada.
19-Qualquer ultimato fará com que te percebam como seu fantoche.
20-Qualquer crise emocional ou de nervos provocada por eles, será respondida com desprezo, indiferença e zombaria.
21-Tentar deixar as coisas claras quando você está em um estado alterado ou ansioso, não serve de nada, porque estas pessoas têm um nível de tolerância ao estresse muito mais alto. O mundo do confronto, violência e hostilidade lhes é bastante natural.
22-Qualquer tentativa de que compreendam sua postura está condenada ao fracasso: não a entendem, nem querem entender.
23-Se tentar falar de forma calma, armarão um teatro com gritos, acusações, etc...
24-Se você quiser evitar discutir, irão te insultar e provocar.
25-Se os confronta, te acusarão de atacá-los, se farão de ofendidos e tentarão chantagear-te emocionalmente.
26-O Psicopata nunca pede perdão. Se o fizer alguma vez, será com uma notável falta de sinceridade.
27-O Psicopata nunca admite que tenha sido ruim, o ruim é você.
28-O Psicopata nunca admite nenhuma culpa, e se chega a admiti-la alguma vez, a utiliza para dar pena.
29-Depois de conversar com os psicopatas, inclusive quando estes colaboram na comunicação, não se sai plenamente satisfeito com suas respostas.
30-Se dão explicações, desculpas ou se lamentam pelo que fizeram, fazem-no de forma impostada, às vezes fazendo demonstrações dramáticas que não concordam com a insensibilidade com a qual atuaram anteriormente.
31-Dão mensagens contraditórias, por exemplo, se justificam ou pedem desculpas enquanto te observam com um olhar frio e cara de tédio.
32-Parecem não ter interesse algum no que você diz ou no que te preocupa.

Em resumo. qualquer comunicação é contraproducente, já que na maioria das pessoas só vai causar confusão e, às vezes, pode te transtornar.

Como vemos, perante o psicopata, o panorama de ter uma relação madura, justa e honesta é uma utopia.

O psicopata é muito frio, cruel e implacável ao ponto que, às vezes, se você puder observar a conversação como um espectador alheio, os psicopatas aparecem como as pessoas mais sujas, infantis e ridículas. São verdadeiras caricaturas, mentirosos por natureza, dos quais às vezes se tem vontade de rir, ao mesmo tempo que dar uma surra ... acima de tudo te deixam um gosto amargo, sua maldade se apresenta clara diante de nós. Você está diante de um ser humano desprezível... e só.

Uma vez detectado o problema, há somente uma solução: tirá-lo de sua vida para sempre."

-- Por Daniel Pérez.

Se você gostou do texto e consegue ler em espanhol, vale a pena dar uma olhada nos outros posts do blog.